NOSSO DESTAQUE!

SITE NO AR!

OLÁ Agora estamos somente no endereço: www.esportecomjorgeroberto.com

domingo, 29 de novembro de 2015

CARLOS BARBOSA CONQUISTA LIGA NACIONAL COM GOLEADA EM CASA E GOLAÇO DE PITO

Pito se joga para a torcida após golaço (Foto: Ricardo Artifon)
O futsal brasileiro é laranja. O Carlos Barbosa fez muito mais do que precisava neste domingo e conquistou pela quinta vez a Liga Nacional de Futsal. Jogando pelo empate em seu ginásio, o Centro Municipal, o time gaúcho contou com o apoio de quase oito mil torcedores para derrotar o Orlândia por 5 a 1 e garantir o pentacampeonato. A grande jogada da tarde foi de Pito, que recebeu a bola de costas na entrada da área, matou no peito e deu uma linda bicicleta, para fazer o terceiro gol da equipe.

O Carlos Barbosa já havia sido campeão em 2001, 2004, 2006 e 2009 e, com a conquista deste domingo, se isola como o maior vencedor da história do torneio, que completou 20 anos. Os gols foram marcados por Pito (2), Bruno, Grillo e Murilo, enquanto Dieguinho descontou. Derrotado por 5 a 3 no jogo de ida, o Orlândia precisava vencer por qualquer placar no tempo normal para forçar a prorrogação. No tempo extra, os visitantes ainda precisariam conseguir o triunfo para levantar o troféu.
Pito, um dos grandes nomes da equipe na competição, foi muito esperto no primeiro tempo, roubou a bola do goleiro Deivid, conhecido por marcar gols do meio da quadra, e abriu o placar. Mas foi no início do segundo tempo que ele fez uma obra de arte, um golaço de bicicleta, abrindo 3 a 0.
- É um momento muito bom, esse título veio para coroar o ano. Tenho a agradecer a torcida, a todos os meus amigos - disse Pito.
O Orlândia até que teve chances no início do primeiro tempo para sair na frente e levar o duelo para prorrogação. O camisa 10 do Carlos Barbosa, Zico, foi expulso após dar uma cotovelada em Felipe, deixando o time da casa com um a menos por dois minutos. Os paulistas tiveram duas chances claras de gol e não aproveitaram. Na sequência, os gaúchos tomaram conta da partida, abriram 2 a 0 e praticamente liquidaram a partida ainda no primeiro tempo.

O JOGO
Nos primeiros minutos de jogo, quem parecia precisar da vitória era o Carlos Barbosa. Em três minutos, foram três chances claras de gol, duas pararam nas mãos do goleiro Deivid, e na outra, Marlon tentou marcar de letra, mais jogou para fora.
O primeiro chute do Orlândia foi aos quatro minutos, com Jackson, que chutou da entrada da área rente a trave. Aí, foi o time visitante que começou a dominar a partida e segurar a bola na quadra de ataque. Dieguinho também teve uma chance, assim como Ciço, que deu uma bomba para fora em um chute de fora da área.
Aos sete minutos, os visitantes tiveram sua maior chance do primeiro tempo. Em uma roubada de bola, o ataque do Orlândia chegou com três jogadores contra apenas um defensor do Carlos Barbosa. Após uma triangulação, Douglas cabeceou, sem goleiro, para fora. Por um momento, os oito mil torcedores pareceram segurar a respiração e um silêncio tomou conta do ginásio.
Na metade do primeiro tempo, a confusão se instalou dentro de quadra. O camisa 10 do Carlos Barbosa, Zico, deu uma cotovelada em Felipe e acabou expulso. O jogo ficou paralisado por três minutos e, na volta, o Orlândia pode jogar com um a mais por dois minutos. Os visitantes tiveram uma chance de ouro, mas Kevin conseguiu salvar quando até o goleiro Gian estava batido.
Quando o jogo parecia ter ficado morno, o goleiro Deividt tentou o chute do meio da quadra, Pito conseguiu o desarme e, sem goleiro, abriu o placar para os donos da casa, anotando seu 24º gol na Liga. Dois minutos depois, Douglas deu um carrinho dentro da área e a bola tocou em seu braço. O árbitro não teve dúvida e marcou o pênalti. Carlos defendeu, mas o árbitro anulou o lance pois o goleiro do Orlândia se adiantou. Na repetição, Murilo bateu no canto e ampliou.
Antes do término do primeiro tempo, o Orlândia ainda teve duas chances claras de gol, mas ficaram na mão de Gian e nos pés de Murilo, que salvou um gol quase certo de Gadeia. Mas, com três minutos, Pito anotou um golaço que sepultou de uma vez por todas as chances do time paulista. O camisa 18 recebeu na entrada da área, matou no peito e, de bicicleta, ampliou para os anfitriões. O quarto gol e o quinto gols, com Grillo e Bruno, não demoraram a sair.
Faltavam ainda doze minutos para o fim do jogo, mas os torcedores do Carlos Barbosa já faziam a festa no ginásio. Faltando oito minutos, Dieguinho marcou o gol de honra para o Orlândia.

FICHA TÉCNICA
Carlos Barbosa
Titulares: Gian, Marlon, Kevin, Pito (2) e Bruno (1)
Entraram: Dener, Rafa, Zico, Felipe, Grillo (1), Murilo (1)
Técnico: Marquinhos Xavier
Orlândia
Titulares: Deivid, Renan, Gadeia, Jackson e Dieguinho (1)
Entraram: Douglas, Cabreúva, Guina, Carlos, Fuzo,
Técnico: Cidão

CONHEÇA O CAMPEÃO
Fundada em 1976 após a fusão do Real e do River, rivais locais no futsal, a Associação Carlos Barbosa de Futsal só foi conquistar o seu primeiro título de expressão em 1996, quando a equipe faturou o Campeonato Gaúcho daquele ano. A partir de então, o time laranja trilhou um caminho de conquistas, que culminou em títulos nacionais e internacionais.
Fora do país, a ACBF foi o melhor time da América por três vezes: 2002, 2003 e 2011, unificando os títulos de campeã sul-americana e da América. Além do continente, o clube conquistou o mundo por três vezes. Em 2001, o Carlos Barbosa foi campeão do Torneio Intercontinental na Rússia, quando a competição ainda não tinha o aval da Fifa. Em 2004, foi a primeira equipe de futsal do planeta a ostentar o título de campeã do mundo, após o órgão máximo do esporte apadrinhar a disputa. E, em 2012, a consagração veio com o tricampeonato  em casa, quando Carlos Barbosa sediou a Copa Intercontinental pela primeira vez.
Nacionalmente, o Carlos Barbosa tem como principais feitos os títulos da Taça Brasil de Clubes de 2001 e 2009, além das Ligas Nacionais de 2001, 2004, 2006 e 2009.


Fonte: SPORTV.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: O portal não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Comentários ofensivos, que não tenham relação com o conteúdo da página ou que vão contra a lei serão removidos.

CONFIRA AS MATÉRIAS MAIS VISTAS NA SEMANA

ENTREVISTA NA RIC RECORD SOBRE O TROFÉU CRAQUES DO ESTADUAL. ACOMPANHE!

ACOMPANHE O INSTITUCIONAL DO ESTADUAL DE FUTSAL 2014