NOSSO DESTAQUE!

SITE NO AR!

OLÁ Agora estamos somente no endereço: www.esportecomjorgeroberto.com

quarta-feira, 6 de julho de 2016

CAÇADOR DESISTE DOS JOGUINHOS E JASC PERMANECE AMEAÇADO EM TUBARÃO

Ginástica Rítmica é uma das dezenas de modalidades presentes nas edições anuais dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina e também nos Jogos Abertos. Foto divulgação: Fesporte
O presidente da Fesporte Milton Cunha informou nesta segunda-feira (04) que a entidade recebeu na sexta-feira (01) ofício da Fundação Municipal de Esporte (FME) de Caçador renunciando a condição de sede dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. A competição seria realizada de 23 a 30 deste mês naquela cidade.
O diretor de esporte da Fesporte Luciano Heck está a caminho de Caçador, onde tratará de manter o município como sede, porém com data de realização após as eleições. Pelo menos esta é a proposta e a saída ao impasse, antecipada pelos dirigentes caçadorenses, entre eles a presidente da Comissão Central Organizadora (CCO) dos Joguinhos Carine Bosetti.

“Esperamos até a semana passada para termos a garantia que receberíamos os recursos necessários, porém não foi nos dada a garantia do repasse. Pedimos um parecer jurídico do governo. Ele chegou, mas ficou dúbia a certeza de que o dinheiro fosse chegar a tempo de cumprirmos os prazos, inclusive em honrar nossas licitações”, comentou Bosetti. “Até podemos sediar os Joguinhos, mas na data original, na atual situação, será quase impossível”, completou.
Caçador foi definida sede dos Joguinhos no início do ano diante da promessa do repasse de R$ 250 mil para obras e adaptações na sua estrutura esportiva. Sem garantias da liberação dos recursos no tempo hábil e com o agravante da legislação eleitoral em vigor desde o dia 1º de julho, a competição deve ser disputada após as eleições municipais ou mesmo ficar ausente do calendário esportivo da Fesporte este ano.
O “plano C” de viabilidade dos Joguinhos em 2016 também passa pela investida em outros municípios que queiram sediar a competição. A Fesporte trabalha a partir de uma eventual proposta que poderá ser feita a Blumenau. O município, inclusive, já foi sondado recentemente para abrigar a Olimpíada Estudantil Catarinense (OLESC) a partir da desistência de Concórdia, porém refutou do convite por questões operacionais. Situação semelhante foi alegada por Lages.
A OLESC, até segunda ordem, acontecerá no final de outubro nas cidades de Palhoça, São José, Florianópolis e Santo Amaro da Imperatriz. Itajaí, que possui infraestrutura completa para sediar os Joguinhos, já antecipou negativa em abrigar competições do gênero por tempo indeterminado. No ano passado, os Joguinhos aconteceram em Itajaí.
Os Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC) também correm risco de cancelamento. Os motivos são os mesmos: cumprimento de prazos e incerteza quanto aos repasses dos recursos. A cidade foi definida sede há dois anos e desde então, conforme o presidente da Fundação Municipal de Esporte José Acco, todos os projetos já foram protocolados junto a Secretaria de Esporte, Turismo e Cultura (SOL).
Inicialmente, o JASC 2016 foi orçado por Tubarão em R$ 2,1 milhões. O governo pediu uma contrapartida de R$ 600 mil à prefeitura, solicitação contestada pelos dirigentes tubaronenses que se apegaram ao fato de que no ano passado Joaçaba recebeu R$ 1,9 milhão para sediar o evento, livre de contrapartida a exemplo de todos os demais municípios que já sediaram a competição. A SOL, então, liberou o município da contrapartida, mas com a promessa de repasse de apenas R$ 1,5 milhão. “É um valor inviável por aquilo que pretendemos oferecer aos participantes dos JASC. Temos reformas em pelo menos dois ginásios, o Salgadão e o Paulo May e vamos reconstruir a pista de atletismo do exército para deixá-la no padrão que nossos atletas merecem. Teremos inúmeras locações, uma vez que o município não possui a estrutura própria que possa minimizar o custo do evento”, comentou Acco.
O dirigente espera para esta semana um pronunciamento da SOL, por meio do secretário Felipe Mello. Deseja um parecer quanto aos valores reivindicados e que fazem parte do projeto original encaminhado no início do ano para análise do conselho gestor e a equipe técnica da Secretaria.
Fonte: Júlio Castro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: O portal não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Comentários ofensivos, que não tenham relação com o conteúdo da página ou que vão contra a lei serão removidos.

CONFIRA AS MATÉRIAS MAIS VISTAS NA SEMANA

ENTREVISTA NA RIC RECORD SOBRE O TROFÉU CRAQUES DO ESTADUAL. ACOMPANHE!

ACOMPANHE O INSTITUCIONAL DO ESTADUAL DE FUTSAL 2014