NOSSO DESTAQUE!

SITE NO AR!

OLÁ Agora estamos somente no endereço: www.esportecomjorgeroberto.com

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

LAGES TERÁ REPRESENTANTE NO ESTADUAL SUB-17 E SUB-15

O presidente da equipe Clube Caça e Tiro/FME Lages, Luis Melo, anunciou na última semana que na temporada 2016 a disputa do Estadual será de jornada dupla em Lages. Ou seja, após um terceiro lugar que soa como título na categoria sub 15, a meta é estender o projeto é lançar a categ
Foto: Adriano Meira
oria sub 17, já visando em longo prazo a reativação da equipe adulta. Em entrevista por telefone, Melo adiantou que a meta é formar atletas e após o amadurecimento profissional inseri-los no mercado da bola pesada já valorizados e com um histórico vitorioso pelas cores do município. “Hoje nós temos uma estrutura que não perde para ninguém no Estado, desta forma o que nós objetivamos é novamente profissionalizá-la, porém sem pularmos etapas e ao mesmo tempo dando continuidade no projeto social da entidade, que visa a formação do atleta”, explica. Para isso, cerca de 90% do plantel da categoria sub 15 teve os contratos renovados, uma vez que eles disputarão a sub 17, que além do Estadual terá a incumbência de representar Lages na Olesc e também nos Joguinhos.

 “Com a acessão da equipe tivemos que promover uma maratona de conversas com pais e atletas, porque o assédio de outros clubes sobre eles foi intenso, só que não adianta liberarmos atletas prematuros porque amanhã ou depois eles estarão de volta a Lages, sem clubes ou até mesmo atuando fora em pequenas equipes sem perspectivas de projeção”, alertou Melo, lembrando que para isso já estreitou os laços representativos junto ao Poder Público e patrocinadores, onde pretende subsidiar o projeto.Ciente de que o futsal não dá retorno rápido como o futebol de campo, o dirigente aposta na capacitação dos atletas como forma de mola propulsora para os resultados. Para isso, passará a trabalhar a forma física do grupo de segunda a sexta-feira, oferecendo em contrapartida escola, tratamento dentário, ajudas de custos e ampliações na linha de saúde, como fisioterapeutas e até psicólogos.

Melo entende que a cada ano as competições amadoras em Lages e região lançam muitos talentos, mas devido às crises, poucos são aproveitados, até porque o futsal de Lages vive um contra-senso por falta de uma equipe adulta. “Somos um celeiro de craques, o que precisamos é a profissionalização, assim mais organizados nossos pratas da casa serão valorizados e os títulos serão automáticos”, frisa. A apresentação da equipe está marcada para após os festejos carnavalescos, até lá a diretoria segue ornamentando o projeto e lembra que como será um time debutante na categoria, a meta inicial é adquirir-se experiência para depois pensar-se em resultados.

Fufu mantido como técnico

Técnico FUFU. Foto: Adriano Meira
João Gilmar Rossi, o popular “João Fufu”, seguirá no comando da equipe, inclusive na sub 15, onde o clube estará reaproveitando parte do plantel sub 13 da Ki-Bola que este ano adiantou que não participará do Estadual. Em rápida entrevista, Fufu adiantou que estará promovendo “peneirões” em busca de novos talentos e como a categoria sub 17 mudou o formato de disputa (segue o mesmo da 1ª Divisão) o desgaste físico é menor e com isso sobra-se mais tempo para treinos que passarão a serem táticos, físicos e práticos. “Talvez o desgaste maior seja com as viagens, mas isso eles tiram de letra”, ressalva.

Um dos orgulhos do treinador nesse temporada, foi o fato da equipe lageana ser a única entre as 35 participantes que chegou entre os finalistas com um plantel 100% caseiro. Desta forma, ele qualifica como supra viável o projeto da diretoria, que deve também retornar com as categorias inferiores. “A equipe de 2015 foi uma base da sub 11 de 2012 com mais quatro atletas de primeira inscrição, porém com formação da equipe adulta o projeto acabou estacionado devido aos altos custos e nesse ano retomamos inicialmente com certa desconfiança, mas os meninos se superaram e os resultados vieram naturalmente”, explica. A equipe era formada por 12 atletas, foi finalista juntamente com o Krona, Joni Gool e Bugre (ambos de São Miguel do Oeste), fechou com 6 pontos o quadrangular final, conquistando uma vitória, três empates, duas derrotas e perfazendo um total de 33% de aproveitamento, já que marcou 10 gols e sofreu 13.


Fonte: Adriano Meira / jornalarquibancada.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMPORTANTE: O portal não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Comentários ofensivos, que não tenham relação com o conteúdo da página ou que vão contra a lei serão removidos.

CONFIRA AS MATÉRIAS MAIS VISTAS NA SEMANA

ENTREVISTA NA RIC RECORD SOBRE O TROFÉU CRAQUES DO ESTADUAL. ACOMPANHE!

ACOMPANHE O INSTITUCIONAL DO ESTADUAL DE FUTSAL 2014